Susana Arins recupera a memória das silenciadas na UMAR

 

A escritora galega Susana Arins esteve presente ontem no Centro de Cultura e Intervenção Feminista, a convite da UMAR, onde proferiu uma conferência a respeito das mulheres silenciadas durante a Guerra Civil e a repressão posterior na Galiza. Durante o evento, organizado conjuntamente com a Asociación de Escritores e Escritoras en Lingua Galega e que contou com o apoio do Centro de Estudos Galegos, Susana Arins deu a conhecer uma parte da nossa história ainda desconhecida, não apenas para o público português, mas também para o galego. Por outra parte, a conversa com a escritora serviu igualmente a modo de apresentação da sua obra Seique, que bebe diretamente da memória das vítimas, dos repressores e das suas famílias. Apesar da ameaça do furacão Leslie, a visita da professora a Lisboa foi muito bem acolhida entre o público presente no local, que já apontou algumas ideias para dar continuidade em edições futuras a este trabalho de recuperação da memória histórica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *